Mercado de Cafe

15 Out 2021

Com previsão de chuvas no BR, café fecha semana com queda em NY

O mercado futuro do café arábica encerrou a semana com forte desvalorização para os principais contratos na Bolsa de NY. CAFE NY DEZ/21 5,85 203,40

O mercado futuro do café arábica encerrou a semana com forte desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). A previsão de novas chuvas no parque cafeeiro voltou a pressionar as cotações, apesar do cenário de oferta do Brasil ainda ser muito incerto no ciclo 22.

Dezembro/21 teve queda de 585 pontos, valendo 203,40 cents/lbp, março/22 teve queda de 590 pontos, valendo 206,25 cents/lbp, maio/22 registrou baixa de 590 pontos, negociado por 207,25 cents/lbp e o julho/22 encerrou valendo 207,80 cents/lbp, com baixa de 585 pontos.

As previsões mais recentes do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que o final de semana será marcado por chuvas intensas nas áreas de produção do Brasil, levantando até preocupação quanto à intensidade das precipitações em alguns pontos. 

A semana no mercado do grão também foi marcada pelos dados de exportação do Brasil. Os números divulgados pelo Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé) apresentaram uma queda de 26,5% no mês de setembro, quando comparado com o mesmo período no ano passado.

Já quando o assunto é receita cambial, o relatório aponta avanço de 0,05%, refletindo a valorização do café no mercado externo.

“Nós ainda estamos no contexto da grave crise internacional do transporte marítimo, falta de espaço nos navios, todo esse contexto permanece”, afirmou Marcos Matos, diretor executivo do Cecafé, em entrevista ao Notícias Agrícolas.

Além dos gargalos logísticos, a preocupação com a oferta global de café segue no setor. No Brasil, analistas são firmes e mantêm a projeção de preços altos para o grão no longo prazo, resposta do mercado à seca prolongada e as três geadas registradas nas principais regiões produtoras do país.

Outro fator potencial de alta para os preços é o surgimento de um padrão climático La Niña no Pacífico equatorial. O Centro de Previsão do Clima dos EUA disse na quinta-feira que o fenômeno parece ter surgido e que provavelmente durará pelo menos fevereiro, o que pode levar a secas prolongadas na América do Sul.

Na Bolsa de Londres, o café tipo conilon encerra a semana com desvalorização acima de US$ 20 por tonelada. Novembro/21 teve queda de US$ 25 por tonelada, valendo US$ 2110, janeiro/22 teve queda de US$ 24 por tonelada, cotado a US$ 2121, março/22 recuou US$ 16 por tonelada, valendo US$ 2084 e maio/22 teve baixa de US$ 19 por tonelada, valendo US$ 2057. Apesar do recuo neste pregão, no acumulado semanal, o contrato referência (novembro/21) encerrou com avanço de 0,52% em Londres.

Mercado interno

Acompanhando o cenário externo, os preços também recuaram na maioria das praças do mercado físico nesta reta final da semana, impactando de alguma forma as negociações por parte dos produtores.

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve a maior baixa no dia em Guaxupé/MG (Cooxupé) (R$ 1230,00 a saca) e Campos Gerais/MG (Coopercam) (R$ 1230,00), ambos com queda de 3,91%. No entanto, também houve salto na Média Rio Grande do Sul.

O tipo cereja descascado caiu 3,73% no dia em Campos Gerais/MG (Coopercam) e está valendo R$ 1290,00 a saca.

Fonte:
 Notícias Agrícolas

 

Mercado de Cafe
Café tem suporte em preocupação com oferta e volta a operar no campo positivo

O mercado futuro do café arábica encerrou com valorização para os principais contratos no pregão na Bolsa de NY. CAFE NY DEZ/22 3,90 219,55
11 Ago 2022
Café tem mais um dia de alta e com preocupação com oferta global.
O mercado futuro do café arábica encerrou com avanço para os preços na Bolsa de Nova York (ICE Future US). CAFE NY DEZ/22 6,65 215,65
10 Ago 2022
Café tem dia de ajustes nos preços com estoque e clima ainda dando suporte de alta em NY
O café futuro Dezembro/2022 fechou com alta de 0,45 pontos cotado a 209,00.
09 Ago 2022
Café tem mais uma semana de sobe e desce e encerra com 4,49% de baixa em NY
05 Ago 2022
A semana foi marcada por bastante instabilidade nos preços. Café NY Set/22 -985 209,45.
Honduras registra queda de 38% nas exportações de café em julho de 2022
05 Ago 2022
De acordo com o Instituto Hondurenho do Café (Ihcafe), o declínio é explicado pela queda na produção e por danos causados pela ferrugem.
Com preocupação com oferta restrita, café fecha com alta de mais de 2% em NY
04 Ago 2022
Com suporte na queda dos estoques certificados e também na baixa na produção da Colômbia, que divulgou que a produção no país vizinho teve queda de 22% no mês passado; NY SET22 +465 219,30.
Café mantém dia de recuperação e fecha com mais de 2% em NY nesta 4ª feira
03 Ago 2022
Com alta de hoje, o mercado se recupera dos últimos dois dias de baixa no exterior. Além dos fundamentos sólidos, o mercado aguarda pelo volume exportado pelo Brasil em julho. Café NY Set/22 +4,75
Café/Cepea: Receios econômicos e avanço da colheita pressionam valor do arábica em julho
03 Ago 2022
Cotações domésticas do arábica encerraram julho em queda. Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, fechou o dia 29 a R$1.300,89/sc de 60 kg, recuo de R$60,31 /sc (-4,4%) em relação a 30 de junh
Café com baixa de 330 pts em Nova York nesta terça-feira
02 Ago 2022
Café SET/22 fecha com baixa de 330 pts cotado a 209,90 em Nova York nesta terça-feira. Já na BM&F SET/22 fechou com baixa de 385 pts cotado a 253,10.
Café sente o peso do financeiro e começa semana com 1,84% de queda em NY
01 Ago 2022
Dia foi marcado em queda generalizada das commodities agrícolas, em mais uma sessão de pressão do financeiro. Em Londres, conilon manteve estabilidade; NY Set22 -4,00 213,20.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406