Mercado de Grãos

02 Set 2021

Soja: Brasil exporta mais de 6 mi de t em agosto e complexo tem recorde no acumulado do ano

Setembro ainda deve ser bom mês de embarques; outubro deve ter ritmo menor e preços no BR sentem pressão de dólar e Chicago em queda.

As exportações brasileiras de soja, em agosto, somaram 6,499 milhões de toneladas, de acordo com os dados divulgados pela Secex (Secretaria de Comércio Exterior), superando as expectativas do mercado. Além das projeções, o volume foi ainda maior do que o registrado no mesmo período de agosto de 2020, quando o país embarcou 5,84 milhões de toneladas da oleaginosa. O valor médio da tonelada foi de US$ 485,80, contra US$ 353,60 do ano passado, neste mesmo mês. 

Assim, no acumulado de 2021 - de janeiro a agosto -, o Brasil já exportou 76,5 milhões de toneladas de soja, contra 74,5 milhões do mesmo período do ano passado. E não caminham bem só as exportações de soja em grão, como também de farelo e óleo, levando o volume das vendas externas do complexo soja a 90 milhões de toneladas, também maior na comparação anual, quando as exportações brasileiras somando grão, farelo e óleo de soja somavam 87,8 milhões de toneladas. 

Nos primeiros oito meses de 2021, afinal, o Brasil já exportou 12,3 milhões de toneladas de farelo e 1,2 milhão de óleo, contra 12,2 milhões e 1,1 milhão do mesmo período de 2020. "Estes são níveis recordes para a soja em grão, os subprodutos e, consequentemente, o complexo soja", explica Vlamir Brandalizze. 

Ainda segundo o consultor da Brandalizze Consulting, setembro ainda deve ser um bom mês de embarques para a soja em grão, com alguns negócios já efetivados pelos produtores brasileiros. De outubro em diante, o ritmo pode perder um pouco de força, já que há poucos novos negócios se efetivando para embarques mais alongados. "Nesta semana não registramos quase nada de novos negócios". 

Na contramão, acredita que a força da demanda interna no segundo semestre - que tende a ser mais forte - deve acirrar a disputa com a soja exportada nos próximos meses, como tradicionalmente acontece. "Devemos registrar recorde na produção de ração este ano e isso vai exigir mais farelo ainda", diz. O desempenho das exportações das principais proteínas animais segue forte e puxa o setor de alimentação animal, consequentemente o da oleaginosa e do milho. 
 

Até fevereiro, quando a nova safra de soja começa a chegar ao mercado, o Brasil deve ter entre 26 e 27 milhões de toneladas para ser comercializadas e o foco deve continuar sendo o mercado interno. Já é possível registrar diversas regiões do Brasil onde o interior paga melhor do que a exportação, principalmente no Centro-Oeste, e este também é um  movimento que deve ganhar força. 

NOVOS NEGÓCIOS X NOVA SAFRA

Os novos negócios também são tímidos agora diante do foco do produtor no início da nova safra. A chegada de setembro marca o mês em que terminam os períodos de vazio sanitário nos dois maiores produtores de soja do Brasil - Mato Grosso e Paraná -, com o início dos trabalhos de campo previstos para 15 e 10 de setembro. 

Mais do que isso, ainda de acordo com o consultor, "os produtores estão capitalizados neste momento", cautelosos na observação de quais rumos o mercado tende a tomar agora. 

E nos últimos dias, a combinação de baixas em Chicago e mais do dólar frente ao real também afastaram os vendedores, uma vez que os indicativos em todo o interior do país foram pressionados pela combinação. Nesta quarta-feira, as baixas chegaram a bater nos 5%, como foi o caso de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, levando a saca a R$ 152,00. Em contrapartida, em Sorriso, Mato Grosso, alta de 2,50% no disponível, para R$ 164,00 por saca. 

Notícia na íntegra no link abaixo:
https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/soja/296638-soja-brasil-exporta-mais-de-6-mi-de-t-em-agosto-e-complexo-tem-recorde-no-acumulado-do-ano.html#.YTEr8veSnIU


Fonte: Notícias Agrícolas / Secex

Mercado de Grãos
Milho/Cepea: Comprador afastado mantém preço em queda

Apesar da quebra na safra 20/21, consumidores mantêm baixo o interesse de aquisição de novos lotes, atentos à melhora do clima, que tem favorecido a temporada de verão brasileira, e nas exportaç
18 Out 2021
Soja/Cepea: Clima favorável e possível oferta elevada pressionam valores
Combinação de clima favorável à colheita nos EUA e à semeadura da oleaginosa no Brasil, de estimativas de estoque/consumo 2021/22, pressionou os contratos futuros na Bolsa de Chicago nos últimos
18 Out 2021
Conab estima safra de milho verão 21/22 maior e ciclo total com 116,3 milhões de toneladas
Para a 1ª safra de verão, a entidade estimou o plantio de 4,414 mi/ha, aumento de 1,6%. Já a produção foi projetada em 28,327 mi/to, aumentando assim 14,5% em comparação ao exercício anterior.
07 Out 2021
Milho/Cepea: Vendedor recua, e cotações reagem no fim do mês
04 Out 2021
Comercialização de milho segue enfraquecida no Brasil, tanto no mercado spot quanto a termo. Vendedores se afastaram das negociações na perspectiva de melhores oportunidades nas próximas semanas.
Milho/Cepea: Retração compradora pressiona Indicador
27 Set 2021
A pressão vem sobretudo da retração de compradores, avanço da colheita da 2ª safra, redução das exportações e andamento da semeadura da temporada de verão 2021/22.
Soja/Cepea: Baixa umidade reduz ritmo de semeadura no Brasil
27 Set 2021
Com as chuvas irregulares e abaixo do esperado, produtores de soja diminuíram o ritmo de semeadura da nova safra, que já havia se iniciado pelo Brasil.
Soja/Cepea: Dólar sobe, e liquidez volta a crescer
13 Set 2021
A liquidez no mercado da soja voltou a crescer, especialmente nos portos nacionais, segundo informações do Cepea.
Milho/Cepea: Comprador se retrai; preços seguem em queda
13 Set 2021
A liquidez continua baixa no mercado spot de milho, conforme apontam pesquisadores do Cepea.
Soja/Cepea: Com sojicultor atento ao cenário externo, liquidez cai no BR
06 Set 2021
Sojicultores brasileiros estão cautelosos nas negociações no spot, com expectativa de que a demanda internacional seja redirecionada ao Brasil nas próximas semanas.
Milho/Cepea: Oferta se eleva no spot, e valores continuam caindo
06 Set 2021
Com a maior parte dos demandantes internos afastada das compras, e produtores avançando com a colheita, o volume de milho disponível no spot nacional vem aumentando.
www.investbras.com.br
Contato
Fone: (34) 3832-0300
Rua Cesário Alvim, 1342 – 2º Piso, Sala 3
Centro - Patrocínio-MG
CEP 38740-040
Notícias sobre:
Investbras
Agente Autônomo de Investimentos

Ouvidoria Terra Investimentos
0800 940 0406